Governador busca consenso para evitar racha na eleição da Presidência da Alepi

O governador Wellington Dias (PT) confirmou nesta quinta-feira (6) que irá se reunir com líderes do Progressistas e do MDB para discutirem sobre a eleição para presidência da Assembleia Legislativa do Estado. Os dois candidatos apresentados ate agora são da base aliada.

Wellington Dias teme que uma disputa possa dividir os aliados e prejudicar a harmonia da base na Assembleia. Ele disse ainda que respeita a autonomia do parlamento.

O governador ressaltou ainda que defende a necessidade dos aliados se unirem para fazer “a melhor escolha”.

“Primeiro a Assembleia é autônoma e cabe a ela fazer essa escolha interna. É claro que como político sempre fico acompanhando. Pelo que sei as candidaturas postas ate agora São candidatura lá da base do governo e terei o maior prazer de ouvir sobre as candidaturas apresentadas muito mais como parte de um mesmo time do que propriamente de entrar na disputa da Assembleia. Aquela Casa age com muita autonomia fazer a melhor escolha”, disse.

Diante da possibilidade de disputa, o governador afirma que vai trabalhar para o entendimento.

“Tudo que quero fazer é isso. É trabalhar para um entendimento para o consenso”, disse.

O MDB tem como candidato o atual Presidente, o deputado Themistocles Filho. Se for eleito, ele vai comandar a Casa pela oitava vez. O Progressistas deve apresentar o nome do deputado Hélio Isaias como candidato da oposição.

Neste momento, o governador participa da abertura da reunião do Fórum Fundiário dos Corregedores Gerais da Justiça do MATOPIBA. O evento acontece no auditório do Tribunal de Justiça do Piauí.

 

Flash Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Comentários no Facebook